Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais.

F1: Súbita melhoria da Ferrari transforma Alonso na aposta para o Mundial de Pilotos

F1: Súbita melhoria da Ferrari transforma Alonso na aposta para o Mundial de Pilotos
"A liderança de Vettel tem sido assente numa melhoria de consistência e melhores resultados mas não fossem os erros operacionais da Ferrari e Alonso poderia ser líder nesta altura."
por Andrelot   |   comentários 0

Com um quarto da época de Fórmula 1 de 2013 completa, James Frankland revê os últimos 12 meses para ver quem melhorou e quem ainda tem trabalho para fazer...
 
Com cinco corridas feitas, incluindo a primeira em terreno europeu onde são feitas grandes melhorias para tratar dos problemas encontrados nas provas fora, é uma boa altura para relembrar os últimos 12 meses e ver o que conseguimos retirar do progresso - ou em alguns casos, falta dele - feito em pista ao longo de 2013.
 
Movimentação Ascendente
A Ferrari e a Force India são as duas equipas com maior progresso quando comparadas com a mesma fase na época passada. Com 117 pontos a "Scuderia" tem 86% mais pontos do que na mesma altura no ano passado, muito devido ao regresso de Felipe Massa à forma. Após cinco corridas, o brasileiro tem 45 pontos em seu nome, um aumento de 2250% em relação aos seus pontos solitários na mesma altura em 2012, quando terminou num distante nono lugar no Bahrein. Fernando Alonso tem 18% mais pontos que na mesma fase no ano passado, e com duas vitórias está claramente a tentar o terceiro campeonato.
 
A Force India está actualmente em sexto lugar no Campeonato de Construtores, três lugares e 14 pontos melhor que em 2012. Tirando a primeira corrida, quando Adrian Sutil teve uma estratégia diferente antes de cair para sétimo lugar, Paul di Resta tem tomado a dianteira - ao somar, pelo menos quatro pontos em cinco corridas consecutivas - e dinamizadas por um quarto lugar no Bahrein, o melhor lugar da sua carreira. O escocês tem 73% mais pontos que na mesma altura no ano passado e tem tendência a melhorar durante as corridas, ganhando em média 3.3 lugares por corrida a partir de um 10º lugar em média na grelha de partida.
 
Apostas Recomendadas 
Fernando Alonso para vencer o Mundial de Pilotos a 2.54
Ferrari para vencer o Mundial de Construtores a 2.58
Paul Di Resta para terminar com Pontos a 1.8 no GP do Mónaco
 
Os que superam as expectativas
Pode parecer estranho classificar Kimi Raikkonen como acima das expectativas, mas temos em consideração a capacidade de se manter na caça ao título com uma equipa Lótus também acima das expectativas, com os recursos ao seu dispor, quando comparados com a Ferrari, Red Bull ou Mercedes. A vitória perfeitamente administrada do Iceman na corrida de abertura da época em Melbourne, estabeleceu a plataforma para uma época forte e Kimi terminou no pódio em três das outras quatro corridas, e assentou no segundo lugar do Campeonato de Pilotos, apenas quatro pontos atrás de Sebastian Vettel. Ao fazê-lo, aumentou o rendimento 73% em relação a 2012, enquanto a Lótus como equipa está 86% acima do ano passado. A consistência de Kimi deve levá-lo ao Top Três no fim da época, mas também podes apostar a seu favor a 7.8 para vencer o Campeonato de Pilotos de 2013.
 
Daniel Ricciardo vai calmamente construindo uma campanha sólida, aparentemente com a cenoura da Red Bull a abanar mais perto do que nunca em frente do nariz do jovem australiano. Com sete pontos, está 350% acima dos dois que tinha conseguido após cinco corridas em 2013. Ricciardo tem tido tendência, até agora, para avançar marginalmente, com um avanço médio de 0.6 lugares por corrida, incluindo a sua excelente corrida na China, onde começou e terminou em sétimo. Convém mantê-lo debaixo de olho em corridas futuras para o mercado Pontos Final.
 
Líderes do pelotão
Como em 2012, Sebastian Vettel lidera o Campeonato de Pilotos e a sua liderança este ano tem sido formada por uma melhor consistência e resultados mais fortes, com pontos em todas as corridas até agora, e duas vitórias, uma na Malásia e outra no Bahrein. Os pontos de Vettel registam uma melhoria de 46% em relação ao ano passado, mostrando a pronunciada melhoria feita pela Lótus/Raikkonen e pela Ferrari/Alonso para se manterem competitivos nesta fase. Vale a pena salientar que, se não fossem erros operacionais da Ferrari na Malásia e no Bahrein, onde Alonso perdeu entre 15-20 pontos - numa estimativa conservadora - o quadro poderia ser diferente. Assim, Vettel tem uma vantagem de 4 pontos sobre Raikkonen, com Alonso 13 pontos mais abaixo.
 
A debater-se para corresponder às expectativas
A McLaren sofreu um pesadelo no início de época e com esta qualidade parece improvável que vença uma corrida em 2013, desde 2006 que tal não acontece. Jenson Button tem, com os seus 17 pontos, apenas 38% dos pontos que tinha após cinco corridas no ano passado, enquanto Sergio Perez tem 45%, mas devia estar à espera de muito melhor após ter integrado a McLaren. No ano passado Perez chamou a atenção ao perseguir Alonso, tentando uma potencial vitória na Malásia, enquanto este ano o seu ponto alto foi uma sessão de batidelas com Button, no caminho para o sexto lugar no Grande Prémio do Bahrein. A McLaren caiu para sexto lugar no Campeonato de Construtores, 104 pontos atrás da Red Bull, com apenas 30% dos pontos que tinha marcado na mesma fase no ano passado.
 
A Mercedes também tem tido dificuldades em transformar a velocidade do qualifying em resultados sólidos. A equipa tem conseguido pole positions nas últimas três corridas mas a melhor posição que conseguiu no fim da corrida foi um terceiro lugar. Tanto Nico Rosberg como Lewis Hamilton têm andado para trás este ano, começando em média nas posições 3.6 e 3.8 respectivamente e terminando 2.7 e 1.8 lugares mais atrás. As próximas pequenas modificações aos pneus Pirelli, do Canadá em diante, devem ajudar a Mercedes e a Red Bull, que têm tido problemas - mais a Mercedes - em manter a temperatura dos pneus sob controlo. Borracha mais duradoura deve permitir à equipa de Brackley converter a sua velocidade do qualifying em resultados sólidos e parar a descida de lugares no dia da corrida. Inversamente, a Ferrari, a Lótus e a Force India podem ter problemas, já que as três parecem ter dominado as actuais especificidades dos Pirelli.
 
  in Apostas Betfair
,

Partilhar "F1: Súbita melhoria da Ferrari transforma Alonso na aposta para o Mundial de Pilotos" via:

 

Categorias de Artigos