Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais.

Taça Davis: Djokovic inspira Sérvia até à Final!

Taça Davis: Djokovic inspira Sérvia até à Final!
"O jogo da Sérvia contra o Canadá parece quase certo para os anfitriões, com o sonho do Canadá de chegar aos últimos quatro construído à base de vitórias em piso rápido coberto." Sérvia para vencer a Taça Davis a 1.60
por Andrelot   |   comentários 0

O perito em ténis, Sean Calvert, teve um Open dos Estados Unidos fantástico, com umas espantosas 25 apostas vencedoras em duas semanas, e regressa com a antevisão dos jogos deste fim de semana da Taça Davis...
 
Terminou um Open dos Estados Unidos cheio de sucessos para esta coluna e com a pausa do circuito masculino até à próxima semana, a Taça Davis ganha protagonismo este fim de semana.
 
As semi-finais e os play offs do Grupo Mundial vão ter lugar nos próximos dias e a Grã-Bretanha tem uma óptima oportunidade de regressar ao Grupo Mundial pela primeira vez em cinco anos, quando enfrentar a Croácia.
 
A Eurosport vai apresentar o jogo da Grã-Bretanha contra a Croácia em directo de Umag, onde vai enfrentar uma equipa croata privada de muitos dos seus grandes nomes. Marin Cilic não estará presente, alegadamente suspenso devido a doping, apesar da Federação Internacional de Ténis ainda não o ter confirmado e Ivo Karlovic afastou-se da Taça Davis.
 
Assim, os anfitriões contam bastante com Ivan Dodig, que está em excelente forma actualmente, mas têm pouco mais que ele. António Veic, número 205º no ranking mundial, é o outro jogador provável em singulares, à frente dos jovens Mate Pavic e Borna Coric.
 
A Grã-Bretanha pode chamar Andy Murray e um Dan Evans em forma, tendo igualmente James Ward disponível, assim como o especialista de pares Colin Fleming, para compor a equipa.
 
Estou à espera que seja a Grã-Bretanha a ganhar, mas está muito baixo a 1.3, tendo em conta o seu registo de oito vitórias e 18 derrotas nos Play offs do Grupo Mundial e o facto da terra batida não ser propriamente a melhor superfície para Murray e Evans. É capaz de valer a pena esperar por um preço mais alto para a Grã-Bretanha e apostar a seu favor, se a oportunidade se apresentar.
 
As semi-finais do Grupo Mundial têm lugar na Sérvia e na República Checa, e o jogo da Sérvia contra o Canadá parece quase certo para os anfitriões, com o sonho do Canadá de chegar aos últimos quatro construído sobre a possibilidade de vencer em piso rápido coberto. No entanto, esta partida é jogada em Belgrado em terra batida coberta, e Novak Djokovic e Janko Tipsarevic devem ter possibilidades contra Raonic, Vasek Pospisil e Frank Dancevic.
 
Os sérvios não têm Viktor Troicki, que está suspenso por doping, mas é difícil imaginar que não haja uma vitória em casa, apesar de não enriqueceres, com as apostas em torno dos 1.25.
 
A República Checa, actual detentora da Taça Davis, joga contra a Argentina em piso rápido coberto em Praga e os jogadores da velha guarda, Tomas Berdych e Radek Stepanek devem ser demais para uma equipa argentina depauperada, sem Juan Martin Del Potro nem David Nalbandian.
 
Juan Monaco, Carlos Berlocq, Horacio Zeballos e Leonardo Mayer são as escolhas para a equipa e, nestas condições, parece areia demais para a Argentina.
 
Incrivelmente, tendo em conta o talento que tem à disposição, a Espanha está a competir nos Play offs do Grupo Mundial, e se perder e a Grã-Bretanha ganhar, esta estará a jogar a um nível mais alto que Rafa Nadal e companhia.
 
Os espanhóis só competiram em quatro Play offs nos últimos 17 anos, mas não tomam nada como garantido, com Rafa Nadal em acção para os anfitriões na Magic Box em Madrid.
 
Talvez o jogo mais competitivo do fim de semana seja em Varsóvia, onde a Polónia tenta chegar ao Grupo Mundial pela primeira vez na sua história, no seu primeiro Play-off para o Grupo Mundial.
 
Parece um jogo bastante incerto, com o lesionado Jerzy Janowicz em falta entre os polacos, com um alinhamento para os singulares que me parece fraco e com Lukasz Kubot e Michal Przysiezny a tentarem derrotar Bernard Tomic e Lleyton Hewitt.
 
No entanto, Tomic é péssimo em terra batida e não ficaria surpreso se perdesse aqui, enquanto Hewitt não se sente exactamente em casa na terra vermelha. Os polacos podem chamar a sua equipa de peritos em pares, Mariusz Fyrstenberg e Marcin Matkowski.
 
Não há muito a ganhar em termos de dinheiro com estes encontros, e para mim a melhor aposta ainda é a favor da Sérvia para vencer a Taça Davis, a uns 1.60.
 
Djokovic deve estar desejante de ganhá-la, como o mostrou ao jogar lesionado contra Sam Querrey no início do evento e, após quase ter vencido em Wimbledon e Nova Iorque, vai concentrar-se em ganhar este troféu para o seu país.
 
A final mais provável será contra a República Checa e é difícil ver os checos a vencerem outra vez, se Djokovic tiver uma palavra a dizer sobre o assunto.
 
Aposta Recomendada:
Sérvia para vencer a Taça Davis a 1.60
in Apostas Betfair
, ,

Partilhar "Taça Davis: Djokovic inspira Sérvia até à Final!" via: