Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais.

O que NÃO fazer nas apostas

O que NÃO fazer nas apostas

Todos nós já lemos avisos e conselhos de outros apostadores para iniciados sobre erros comuns que todos cometem no início.

Mas nem sempre é possível aprender com a experiência dos outros, e eu tive a experiência de perder a minha banca inicial toda para só depois refletir sobre os erros que estive a cometer…

por acenavarro   |   comentários 0

Eu sou novo no mundo das apostas desportivas e, como podem imaginar, ainda não sei como retirar lucros das apostas. No entanto, já tive tempo de aprender alguns erros que NÃO se devem cometer.

Tal como eu, vocês já devem ter lido estes avisos e conselhos noutros artigos, mas como nem sempre é possível aprender com a experiência dos outros, eu tive mesmo que perder a minha 1ª banca para aprender a lição e refletir mais a sério sobre os erros que estive a cometer.

Apresento-vos 5 desses erros que cometi:

1) Demorar a reconhecer e aceitar uma perda

demorar-reconhecer-perda

Quando as coisas começam a acontecer ao contrário do que tínhamos previsto, por exemplo, há um golo logo no início de um jogo em que apostamos no Under 2,5. O jogo continua aberto, com ambas equipas a criar oportunidades de golo...

Mas em vez de percebermos a situação e fecharmos a aposta com um pequeno prejuízo, insistimos em em esperar um pouco mais, na esperança que não haja mais 2 golos e conseguirmos sair em lucro no fim do jogo.

Até que... entra mais um golo. Agora o prejuízo é grande, está mais difícil de engolir...

E então temos a oportunidade de salvar pelo menos uma pequena parte do investimento, mas a teimosia faz-nos demorar no sonho de um resultado improvável (não haver mais golos) até que... mais um golo!

Tudo acabado, menos o arrependimento, que ainda vai durar um tempinho.
 

2) Confiar demais nos prognósticos pré-live

confiar-demais-prelive

A teoria, na prática, é diferente. Por melhor que seja um prognóstico, com uma análise coerente das equipas, um cenário bem construído sobre o confronto, rico em estatísticas que reforçam determinadas tendências, ainda assim, não passa de um prognóstico.

Quando a bola rola, a realidade objectiva do que está a acontecer em campo manda mais, e muitas vezes os nossos olhos não percebem com clareza esta realidade, porque estão contaminados pela expectativa gerada pelo prognóstico em que acreditamos.
 

3) Apostar em muitos jogos

apostar-muitos-jogos

Demorei bastante tempo para perceber realmente o que é uma “aposta de valor”. A maior parte dos eventos disponíveis não apresentam boas oportunidades de lucro, porque as odds disponíveis costumam refletir aproximadamente as probabilidades em questão sem haver grande margem a explorar.

No entanto, há casos onde o favoritismo dado a uma equipa não se justifica. Por exemplo: quando uma equipa grande selecciona as reservas para jogar contra uma equipa de menor dimensão mas que está em boa forma.

São estes eventos que justificam o risco de uma aposta, quando é evidente a tendência a perseguir em função de odds desequilibradas.
 

4) Não saber ganhar

naosaberganhar

É comum encontrar pessoas que não sabem perder. Entram em “tilt”, caiem no desequilíbrio emocional, criam traumas e mágoas das quais demoram a recuperar.

Mas também existem aqueles que não sabem ganhar. Quer seja por algum mecanismo inconsciente de auto-sabotagem, ou por excesso de ganância, quando chega a hora de vencer, a decisão sensata de segurar o lucro torna-se misteriosamente difícil.

“Quero ganhar só mais um pouquinho” e “vou apostar também neste jogo”  - são pronúncios para o prejuízo próximo.
 

5) Fazer “all-in”

fazer-all-in

Arriscar perder toda a nossa própria banca numa única aposta. A velha tentação de ir pelo 'atalho' para crescer mais rápido.

Esta tática é tão válida como a 'roleta russa': qual o prémio que justificaria o risco de disparar uma bala contra a nossa própria cabeça?

Quem sofre de algum impulso desta natureza deve jogar na lotaria, onde pelo menos o prémio é suficientemente grande para não ter que repetir esta perigosa aventura.

Fotos in galerias Sapo Desporto

Com a autoridade moral de quem já caiu nestes erros todos enumerados acima, o autor deste despretensioso artigo escreve com a esperança de alertar a si próprio e a todos os leitores sobre estas situações reais.

Que eu possa evitar os mesmos erros e, que no futuro, eu possa voltar a escrever sobre a felicidade de ao menos cometer erros diferentes da próxima vez!

Acenavarro


Partilhar "O que NÃO fazer nas apostas" via: